Depoimentos

Adriana Fadel

Sou muito grata pela minha família, amigos addisonianos e familiares que me apoiaram e me apoiam dia pós dia, me dando forças para tirar muitas coisas positivas dessa experiência e encontrar um novo e maior propósito em vida!

Isa Vieira

Fui várias vezes ao médico e nada, até que um dia já não andava mais de tanta fraqueza, ela falou que eu estava com depressão... foi tanta luta de minha nora e filho, até ser diagnosticada com Addison. Foi muita luta, e está sendo, mas estou aqui pra contar que estou viva.

Adriana Santiago

Minha filha tinha 5 anos quando tudo começou, hoje está com 17 anos e somente aos 8 anos minha filha teve o diagnóstico do Addison!

Luana Martins

Aos 33 anos era uma pessoa extremamente ativa, estudava, trabalhava, fazia estágio, academia e saia muito para dançar uma das minhas paixões... Então com a confirmação,depois de vários exames fui diagnosticada com doença de Adisson.

Cris Kruguer

Fui na consulta e a médica me deu o resultado, insuficiência adrenal primária. Naquele dia fiquei em choque, eu doença rara? Como assim? Lembro de ter ficado no café da clínica quase uma hora pensando sobre a nova notícia. Fiquei preocupada, mas depois passou. E graças ao bom e amado Deus deu tudo certo...

Renata Fernandes

Atualmente eu convivo com a doença 20 anos. Eu aprendi, momentos de emoção ou tristeza muito intenso, precisamos tomar mais corticoide para não vir alguma crise forte. Aprendi que temos alguns efeitos colaterais do medicamento , mas com prevenções e/ou sempre fazendo exames periódicos, ajudam muito no dia dia.